O Cantinho do Santos: Convidada Sandra Coelho

Ora aqui estou de novo. Hoje no meu cantinho tenho o prazer de receber a Sandra Coelho, 20 anos, guarda-redes de hóquei em patins do Sport Lisboa e Benfica. No seu palmarés já conta com 4 títulos de campeã nacional, 4 supertaças de portugal e 4 taças de Portugal.

Ricardo Santos (RS): Fala-nos um pouco sobre ti e de como surgiu o hóquei em patins na tua vida…

Sandra Coelho (SC): Eu chamo-me Sandra Coelho, tenho 20 anos e sou de Alcobaça. O hóquei surgiu por acaso na minha vida. Em conversa de café entre o meu pai e uns amigos, decidiram todos meter os filhos no hóquei em Alcobaça e assim foi, tive lá 2 anos e depois mudei para Turquel que foi onde fiz a minha formação toda como guarda redes. Desde que comecei a dar os primeiros passos que meti na cabeça que queria ser guarda redes, por ser diferente, e assim foi.

RS: Chegaste ao SL Benfica em 2015. Como surgiu a proposta?

SC: Surgiu por acaso também…Já tinha começado a época 2015/2016 e o Benfica tinha ficado sem a sua guarda-redes porque quis sair….Então num jogo em que fizeram contra a equipa da minha irmã lembraram-se de mim e falaram logo com ela e depois disso foi tudo muito rápido… uma semana depois já estava a treinar.

RS: Esta época o Benfica foi heptacampeão, sendo o teu tetracampeonato, em quatro épocas de Benfica….comentários?

SC: Esses números transmitem muito o espírito e a exigência que sinto da parte do Benfica desde o dia em que cheguei. É um clube que não sabe perder e que o único lugar que importa é o primeiro. Para além de por si só já ser incrível ser tetracampeã, é mais incrível ainda sê-lo pelos adeptos que vivem tanto o clube, ver a alegria das pessoas pelas nossas conquistas, isso é o mais gratificante. Penso que representar um clube destas dimensões é exatamente isso, ter noção que representamos 6 milhões de apaixonados pelo clube e que as nossas conquistas não são só nossas, são dessas 6 milhões de pessoas e isso torna a experiência ainda mais incomparável.

RS: 14 vitórias em 14 jogos na fase final. É caso para dizer: ninguém pára o Benfica?

SC: E visto que se pode dizer que não perdemos um jogo a nível nacional há mais de 5 anos, sim pode dizer-se que ninguém pára o Benfica.

 RS: Está na baliza o segredo para tal feito?

SC: O segredo é o trabalho diário de todas. Todas somos importantes e só todas juntas a remar para o mesmo lado é que conseguimos ter sucesso e que é possível conquistar o que já conquistamos ao longo destes anos, sempre foi esta a mensagem que nos passaram. Nós guarda redes damos o nosso melhor para que elas tenham confiança na baliza e elas dão o melhor delas a ajudar-nos defensivamente e a marcarem golos. O segredo está mesmo no trabalho e em perceber que só juntas conseguimos alguma coisa.

RS: Esta época o Benfica já conquistou supertaça, campeonato, está na disputa pela taça de Portugal, mas na Liga Europeia as coisas não correram tão bem como na época passada, onde o Benfica foi segundo. O que achas que correu menos bem?

SC: Uma vez disseram-me que se perdemos é porque não trabalhamos o suficiente e se calhar foi exatamente isso, a outra equipa estava melhor preparada, estudou-nos melhor e também não tivemos a sorte do nosso lado.

RS: Em 4 anos de Benfica já ganhaste tudo a nível nacional. Achas que te falta a Liga Europeia para ser a “cereja em cima do bolo”?

SC: Com a criação da taça intercontinental feminina acho que me falta a Liga Europeia como topo do bolo e a taça intercontinental como cereja em cima do bolo.

RS: Uma reação à mais recente conquista da Taça de Portugal…

SC: É verdade que não nos cansamos de ganhar, o Benfica só sabe o que é ganhar e portanto claro que não nos cansamos. Estamos todas muito feliz por termos ganho tudo a nível nacional mais uma vez, já são 27 títulos em 7 anos por isso só podemos estar felizes e orgulhosas do nosso trabalho.

RS: Estás de saída do SL Benfica…já sabes onde vais estar na próxima época?

SC: Na próxima época vou jogar para o CACO, não tenho dúvida que é o melhor clube para me projetar e dai a minha escolha.

RS: Quem são as tuas referências no mundo do hóquei em patins?

SC: Sem duvida Ângelo Girão, para além de ele ser incrível a sua técnica e estilo defensivo é muito idêntica à minha e portanto é sem duvida um guarda redes que admiro muito, observo e aprendo imenso.

RS: Já ganhaste imenso, mas tens ainda apenas 20 anos. Que objetivos tens para a tua carreira?

SC: Quero claro ser campeã da Europa pelo meu clube e ganhar uma taça intercontinental e ir a um campeonato do mundo pela seleção portuguesa.

 RS: Achas que o hóquei em patins feminino tem o destaque que merece em Portugal?

SC: Não, penso que não. O hóquei é uma modalidade incrível e o campeonato português de hóquei patins masculino é o melhor do mundo e mesmo assim não se traduz em grandeza no país o que só mostra que algo não está certo e claro que no feminino ainda se nota mais essa falta de conhecimento. É preciso trabalho por parte da federação para que a modalidade cresça, não pode nem depende só dos clubes, mas infelizmente isso não se tem visto e isso nota-se quando recentemente houve a conferência de imprensa da final four da taça de Portugal feminina e não estava ninguém da federação presente nem comunicação social.

RS: Achas que se os outros dois grandes se juntassem ao hóquei feminino iria ajudar a desenvolver mais a modalidade no setor feminino?

SC: O Sporting vai ter equipa para a próxima época e sem duvida que vai ajudar muito pela rivalidade e dimensão dos clubes mas como já disse não depende só dos clubes mas sim, só a entrada do Sporting já vai trazer muito mais visibilidade à nossa modalidade.

RS: O que fazes para além do hóquei em patins?

SC: Vou para a faculdade para o ano tirar gestão que é algo que me apaixona imenso também para além do hóquei.

RS: Gostas de…

SC: Gosto de chocolate, de praia e Verão, ir ao cinema, ler e aprender com pessoas que admiro.

RS: Não gostas de…

SC: Não gosto de legumes, qualquer coisa assustadora, bichos, de dormir poucas horas.

RS: Que género de filmes preferes?

SC: Drama e ação.

RS: Quais aquelas músicas q mais ouves da tua playlist?

SC: Varia muito, oiço muito musica espanhola, pop, kizomba e às vezes umas mais lamechas. Neste momento as que tenho ouvido mais são “Para Mí”, “Déjate Querer”, “Bad liar” dos Imagine Dragons e “Não Tem Que Encantar” do To Semedo e a Yasmine e “I Don’t Care” do Ed Sheeran e Justin Bieber.

RS: Praia ou piscina?

SC: Praia

RS: Para terminar, deixa uma mensagem às pessoas que acompanham a tua carreira…

SC: Apenas agradecer a todos pelo apoio e pelo carinho não só a quem me acompanha mas a todas as pessoas que apoiam a nossa equipa e nos seguem. É mesmo muito bom e gratificante o apoio incansável e o carinho que nos transmitem, é a melhor sensação do mundo. Damos tudo dentro de campo pelo clube e o clube são as pessoas e não há melhor sensação no mundo do que ganhar títulos para essas pessoas. Um enorme obrigada do fundo do coração.