O Cantinho do Santos: Convidado Rafael Silva

Bem-vindos novamente ao meu Cantinho. Hoje tenho o prazer de receber o ciclista RAFAEL SILVA, da equipa profissional de ciclismo EFAPEL, que terminou recentemente a Volta a Portugal no 23º lugar, e que já no presente mês de Setembro, VENCEU a Volta a Albergaria.

RICARDO SANTOS: Começando pela Volta a Portugal, que balanço fazes, quer em termos pessoais, quer em termos de equipa, onde o grande objetivo da Efapel, a vitória final do Joni esteve muito muito perto?

RAFAEL SILVA: O balanço só pode ser positivo. Tinha o objectivo único de estar com o Joni até onde as forças me permitissem e creio que fiz bem o meu trabalho. Fomos com o objectivo claro de ganhar a Volta a Portugal, tudo fizemos com as armas que tínhamos para o conseguir, mas infelizmente houve um ciclista mais forte e tivemos de nos contentar com o 2º lugar. 

RICARDO SANTOS: Onde achas que esteve a diferença para o Joni não ter conseguido vos dar a vitória que vocês tanto queriam?

RAFAEL SILVA: A única diferença que houve foi apenas que houve um ciclista mais forte que ele no crono final.

RICARDO SANTOS: Já depois de terminada a Volta, tens feito uma série de bons resultados nas provas onde participaste, culminando com a vitória na Volta a Albergaria. Que balanço fazes dessas provas?

RAFAEL SILVA: Sim, depois da Volta apesar de a ter terminado muito desgastado física e mentalmente, o certo é que com alguns dias de descanso consegui estar praticamente na discussão de todas as corridas, e depois de uma dezena de pódios este ano consegui finalmente uma vitória que para um ciclista sabe sempre bem.

RICARDO SANTOS: Quais os teus objetivos para o resto da época?

RAFAEL SILVA: Os meus objectivos e da equipa passam sempre por fazer o melhor possível e dignificar todos os nossos patrocinadores, amigos e fãs.

RICARDO SANTOS: Qual o balanço que fazes da tua época até ao momento?

RAFAEL SILVA: Talvez tenha sido a minha melhor época enquanto ciclista profissional. Finalmente consigo afirmar-me.

RICARDO SANTOS: Quase toda a tua carreira, tem sido feita vestido com as cores da Efapel…é para continuar?

RAFAEL SILVA: Sim, na Efapel sinto-me em família e é sem sombra de duvidas a minha segunda família. Continuarei porque tenho contrato para mais um ano.

RICARDO SANTOS: Para quem não te conhece tão bem, como te defines enquanto ciclista?

RAFAEL SILVA: Sou um ciclista rápido e para chegadas mais seletivas, e que ultrapassa bem a média montanha, no entanto, quando sou chamado ao trabalho acho que desempenho bem essa função também.

RICARDO SANTOS:: O que te levou a ser ciclista?

RAFAEL SILVA: O simples facto de gostar de andar de bicicleta desde pequeno, e passou de ano em ano que agora é a minha profissão.

RICARDO SANTOS: Tens ou tiveste algum ídolo na modalidade? Se sim quem?

RAFAEL SILVA: Algumas referências que guardo com muita estima, e ídolo por tudo que fez e porque o acompanho desde jovem e agora é o meu colega de quarto, o Sérgio Paulinho.

RICARDO SANTOS: Qual o melhor momento que viveste até ao momento no ciclismo?

RAFAEL SILVA: Não consigo destacar um em concreto, mas felizmente já levo uns quantos para um dia mais tarde contar

RICARDO SANTOS: Estás ainda com apenas 28 anos, quais são os teus objetivos para o futuro enquanto ciclista?

RAFAEL SILVA: Quero continuar a crescer gradualmente e afirmar-me no ciclismo português, sendo sempre regular todo o ano.

RICARDO SANTOS: Apesar de estares muitas das vezes também em competição, acompanhas por exemplo também as provas de maior nome mundial, como Giro, Tour e Vuelta, por exemplo?

RAFAEL SILVA: Sim, sempre que tenho tempo gosto de acompanhar muitas das corridas que passam na televisão.