Jogador do Flamengo admite dificuldades em perceber Jorge Jesus

O impacto de Jorge Jesus no Flamengo continua a ser tema de notícia do outro lado do Atlântico e esta terça-feira, em entrevista ao GloboEsporte, Éverton Ribeiro, um dos capitães de equipa, abordou como tem sido trabalhar com o técnico luso, dando a entender o bom clima que se vive no balneário.

Éverton Ribeiro conta um episódio em que o técnico usa um palavrão para falar com o plantel, afirmando mesmo que Gabigol, com quem Jesus mantém relação próxima, brinca com a questão.

Ele é muito didático, consegue passar o jeito que ele quer. Nós entendemos bem e conseguimos colocar isso em prática nos treinos e nos jogos, que é o mais importante. Alcançámos uma regularidade, estamos a evoluir. Nos treinos não podemos puxar muito, para estarmos bem nos jogos e fazermos tudo com intensidade”, começa por referir o jogador.

“Há momentos em que até eu não entendo. Ele fala português de Portugal e quando é rápido demais não entendemos. Até brinca connosco e diz ‘parece que estou a falar chinês’… Mas é só uma questão de adaptação”, acrescenta, afirmando que a palavra mais usada por Jesus é um palavrão.

Não posso dizer. É um palavrão que começa por ‘f’. Os portugueses dizem-na muitas vezes. Nós rimos, brincamos. Até o Gabigol, que tem uma relação mais próxima com ele, grita essa palavra quando marca golo. O mister ri-se. A palavra já entrou no nosso vocabulário”, explica para terminar.