Luisão e Pedro Maques falam do Projeto Europeu do Benfica

O ex-futebolista do Benfica Luisão disse hoje que o clube lisboeta está a tentar construir um projeto europeu com base na formação e que, se for ultrapassada a fase de grupos da Liga dos Campeões, “tudo pode acontecer”


A formação é o centro do nosso projeto e queremos ter a capacidade de manter a maior parte do talento que formamos. Depois de atingir os oitavos ou quartos de final [da Liga dos Campeões], tudo pode acontecer”, afirmou o antigo capitão do Benfica, na participação na Web Summit, que decorre em Lisboa.

Também presente na conferência de tecnologia esteve Pedro Marques, diretor técnico para o futebol de formação dos ‘encarnados’, que garantiu que a estratégia dos campeões nacionais passa por manter de ‘águia ao peito’ a maioria dos jogadores que saem da formação rumo à equipa principal.

A Academia do Seixal é a base da primeira equipa. Temos de procurar um equilíbrio entre o benefício financeiro e o benefício desportivo que extraímos dos jogadores que formamos, mas o desafio que temos atualmente é o de manter os jogadores durante mais tempo por forma a retirar daí maior partido desportivo. É isso que os adeptos querem”, sublinhou o dirigente ‘encarnado’.

Sobre os “segredos” que têm garantido ao Benfica formar nos últimos anos alguns dos jogadores mais promissores do futebol nacional, Pedro Marques explicou que tudo assenta em quatro pilares.

“Queremos contar com os melhores, por isso construímos uma rede de ‘scouting’ que identifica esse potencial, temos uma metodologia de trabalho individualizada para cada jogador, procuramos enquadrá-los no nível competitivo adequado e, finalmente, garantir que existe a oportunidade e o momento certo para se estrearem pela equipa principal”, concluiu.