Presidente da FIFA esclarece tudo sobre o futuro do VAR

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, mostrou-se, esta quinta-feira, otimista quanto ao futuro do VAR, isto embora reconheça que este não está a ser usado da mesma maneira em todos os países onde foi implementado.

O líder do organismo que rege o futebol mundial defende que “é importante que o VAR esteja lá para apoiar o árbitro”, mas não para tomar as decisões que deveriam ser do juiz da partida.

Não deveria ser outra pessoa a tomar as decisões pelo árbitro, e é assim que o VAR está implementado em quase todas as partes do mundo, mas não em todas”.

Quanto às críticas de que o VAR tem sido alvo, especialmente, em Inglaterra, Gianni Infantino recorda que, “no início, Itália atravessou um período conturbado”, que acabou por ser superado.

Não levaria as críticas, de Inglaterra e da Premier League em particular, de forma demasiado dramática. Não há razão para que, em Inglaterra, não possa ter tanto sucesso como em qualquer outro local“.

Penso que é bastante normal em algo pelo qual o futebol esteve à espera durante 150 anos. Mas… há, sem dúvida, progresso. É, certamente, um passo na direção certa, e uma ajuda para os árbitros, mas tem de ser usado de maneira apropriada”.