‘Três grandes’ vão reduzir salários dos jogadores para 50%

A propagação do novo coronavírus continua a ter efeitos devastadores para os clubes de futebol, e os ‘três grandes’ portugueses não fogem à regra.

De tal forma que, e para tentarem evitar sofrer ainda mais consequências financeiras, tanto Benfica, como FC Porto e Sporting pretendem, muito em breve, reduzir os salários dos seus futebolistas em 50%.

A notícia foi avançada, esta terça-feira, pelo jornal Record, que adianta ainda que, apesar de ainda não existir qualquer acordo entre os clubes e os jogadores, as três SAD estão confiantes em alcançar um entendimento até ao final desta semana.

Pelo que nos conta o diário desportivo, os atletas das três formações portuguesas não deverão colocar grandes entraves à concretização da medida, embora tenham uma condição: serem compensados com os vencimentos que não auferiram assim que o decorrer das competições no nosso país regresse à normalidade. Uma posição que, de resto, será apoiada pelo Sindicato dos Jogadores.

Quem aparenta já ter chegado a acordo com os seus futebolistas foram Sporting de Braga, Santa Clara, Portimonense, Nacional, Farense e Mafra. No caso dos minhotos, os jogadores aceitaram reduzir os respetivos salário em 50% durante abril, maio e junho, com o clube a comprometer-se a compensá-los até 5 de setembro, desde que a I Liga esteja concluída até essa data.