Entrevista ao FitFlix “Temos o melhor “medicamento” nas mãos, que é o exercício físico”

AD: O que vos levou a optar por seguir esta área?

Ricardo MartinsPortanto, eu nasci praticamente no mundo do desporto, uma vez que o meu pai foi jogador profissional, desde bebé sigo-o para todos os estádios de futebol e assim começou a minha paixão pelo desporto. Ao longo dos anos, o meu interesse pela educação física  foi crescendo, como era bom em maioria das modalidades, os professores de E.F pediam muitas vezes para exemplificar, para ajudar alunos com mais dificuldades e até mesmo para planear algum exercício para a aula. Gostava de ajudar os outros e interessava me pela parte técnica e tática dos desportos, tinha a certeza que iria seguir esta área. Optei por realizar a licenciatura e o mestrado de ensino em Educação Física. Como o ensino estava muito lotado (e continua) e seria impossível lecionar, comecei a trabalhar como Personal Trainer. Tudo começou, devido a um amigo(que também tem um estúdio) que na altura foi operado e ele pediu me para o substituir enquanto estava limitado, a partir desse dia comecei a perceber que tinha capacidade, competência e prazer nesta profissão e decidi avançar para o meu projeto pessoal (estúdio Ricardo Martins). Neste momento trabalho com mais de 50 pessoas e é um prazer observar evolução no treino, na composição corporal/parâmetros de saúde. Sou um apaixonado pelo que faço e jamais trocaria de profissão, neste momento.

David- Desde cedo que me foi incutido, embora de forma natural, o desporto na minha vida. Passei pela natação, mas foi o Futebol que me despertou o interesse, e portanto desde os nove anos que estive inserido nesse meio. O amor pelo Desporto esteve sempre presente na minha vida, o gosto pela prática das diversas modalidades e, portanto, não faria sentido não seguir este caminho. Entrei na faculdade para o curso de Desporto e Educação Física, mas senti que queria mais. Aprendi que o Exercício Físico e a Saúde estão intimamente ligados, algo que considerei tão interessante e me despoletou ainda mais interesse em aprender mais e mais. Perante isso, segui o caminho do Mestrado nessa mesma área e, ainda com pouca experiência surgiu a oportunidade de começar a dar aulas de Personal Trainer no estúdio de um colega de Santa Maria da Feira, ao qual estou grato. Desde então já lá vão três anos inserido neste meio e com muitas experiências, cursos e formações.

David à esquerda, e à direita, Ricardo Martins.
Estúdio físico de Ricardo Martins.
Estúdio físico de David.

AD: Em que consiste e como surgiu o FitFlix?

FitFlix: O Fitflix surgiu neste período de quarentena ,numa conversa telefónica entre amigos (Ricardo e David). Após assistirmos ao lançamento de treinos, de vários colegas de profissão(e não só) para as redes sociais, sem especificação de objetivos e sem um publico alvo definido,etc decidimos que tínhamos de atuar e fazer algo diferente. Certamente existiram pessoas sedentárias, a realizarem treinos que viram na internet, completamente desajustados a nível de intensidade que levaram a uma grande sobrecarga muscular e articular conduzindo a um elevado risco de lesão. Na nossa opinião, o treino deve ser o mais individualizado possível pois um treino para toda a gente é um treino para ninguém. Não podemos brincar com o exercício físico. Nós, Personal Trainers ,estamos num segundo plano a nível de Saúde e temos o melhor “medicamento” nas mãos, que é o exercício físico, e podemos prevenir futuras doenças, desde que ele seja bem prescrito e conduzido. Partimos para este projeto para dar um acompanhamento de qualidade e tentar combater o sedentarismo e a obesidade, que atinge números elevadíssimos no nosso país . Temos como publico alvo, pessoas que desejam emagrecer (perder massa gorda) e tornarem-se mais saudáveis. Vamos oferecer 3 tipos de serviços diferentes na parte do treino (Grupo Premium, Small Group acompanhamento por video-chamada e Acompanhamento Individual) e também serviço de Nutrição. As pessoas podem conhecer em que consistem, através das nossa paginas de facebook e instagram.

AD: Como é que se podem inscrever no FitFlix?

FitFlix: Para se inscreverem no fitflix basta aceder às nossas paginas de facebook ou instagram e podem fazê-lo via mensagem privada ou ligar para o contacto telefónico que aparece nas páginas. Para além do projeto online têm também dois estúdios localizados em Santa Maria da Feira.(Estúdio Ricardo Martins /doittrainingstudio).

AD: Como é que as pessoas podem inscrever-se para treinar no vosso estúdio?

FitFlix: Temos também as nossas páginas nas redes sociais, com os respetivos contactos. Aproveitamos para convidar as pessoas a conhecerem o nosso trabalho a partir das nossas páginas. Temos tido bastante sucesso e penso que o futuro, teremos ainda mais pessoas a procurarem-nos. Existirá cada vez mais pessoas a procurar uma maior individualização no treino, adaptando às necessidade e dificuldades de cada um.

AD: Consideram que depois desta pandemia Covid-19, as pessoas a praticar exercício físico vão aumentar?

FitFlix: Não sabemos mas esperemos que sim. Todos sabemos da importância do exercício para a saúde quer a nível físico, quer mental. Este isolamento vai ter um grande impacto, principalmente  na parte mental, infelizmente o nº de depressões vai disparar no pós Covid. Também recentemente, foi feito um estudo na China que encontrou relação entre os não sobreviventes da doença Covid- 19 com sobrepeso e obesidade (cerca de 89% das mortes estavam com sobrepeso e/ou obesidade). Aproveitamos para deixar uma mensagem aos leitores… pratiquem exercício físico com profissionais quer nesta fase, quer depois do isolamento para melhorarem a vossa saúde com qualidade.

AD: O Desporto e a atividade física, quer em Outdoor , quer nos ginásios consideram que são apoiados e valorizados pelo Estado?

FitFlix: Têm existido melhorias nos últimos anos, no entanto, tem de continuar a haver iniciativas para promover o exercício , porque os números de obesidade e sedentarismo são alarmantes. Até mesmo o orçamento gasto na Saúde reduziria bastante, se existisse alteração destes números. Agora é preciso criar condições para atividade física e mesmo na parte alimentar (como aconteceu com a criação de um imposto sobre os alimentos com percentagem alta de açúcar).

AD: Há quem tenha a ideia de treinar com roupa quente, camisolas térmicas ou polares para suar mais e ter melhores resultados. Isto é verdadeiro ou não passa de um mito?

FitFlix: É um mito claramente!!! Muitas pessoas têm a ideia de que “se suo mais, então emagreço mais”. Esse tipo de estratégia deve ser evitada. O excesso de roupa vai acelerar o processo de aumento da temperatura corporal, o que aumenta a desidratação. Falando de forma simplificada,  a água que sai através do suor, urina, fezes, e lágrimas, terá que ser restabelecida para que não entremos num estágio de desidratação.

AD: Como é que se pode por exemplo, numa época festiva evitar ganhar peso?

FitFlix: O problema não são as épocas festivas mas sim o equilíbrio ao longo do ano. Ninguém vai ficar com excesso de peso se exagerar 10/15 vezes num ano. Mas para equilibrar as contas nesta época, devemos realizar mais atividade física, nos dias seguintes retomar logo um dieta equilibrada e manter um sono regular.

AD: Quais as características necessárias para poder obter os resultados desejados?

FitFlix: Consistência de treino(treinar 3 x com a intensidade ideal), alimentação equilibrada e qualidade do sono que também é muito importante!

AD: Com tantas metodologias de treino que existem como é que um iniciante sabe qual seguir?

FitFlix: Independentemente da metodologia, achamos que é essencial que um iniciante seja acompanhado por um profissional do exercício e que consiga fazer um trabalho progressivo e com qualidade. Depois é tentar perceber quais os gostos da pessoa no próprio treino. Nós gostamos muito de utilizar o HIIT curto ( treino intervalado de alta intensidade ) em que o aluno realiza x segundos em exercício e x segundos de descanso,  na fase inicial. Claro que isto depende sempre da avaliação inicial de forma a encontrar-mos a intensidade ideal de treino sem comprometer a segurança dos alunos.

AD: Sendo tu filho de um treinador de futebol conhecido. Reconhecem-te mais pelo Personal Trainer Ricardo Martins ou pelo filho do treinador Pedro Martins?

Ricardo Martins- Eheh… no meu estúdio claramente pelo Ricardo, penso que os meus alunos me reconhecem valor quer como profissional, quer como humano. É um prazer ter conseguido ter impacto nas suas vidas, proporcionando hábitos de vida saudáveis. Claro que fora do estúdio muita gente reconhece-me  por ser filho do Treinador, mas estou habituado e é um orgulho para mim, pois em Santa Maria da feira maioria das pessoas reconhecem-lhe  muito valor como humano e também pela carreira fantástica que teve como jogador e agora pela que está a fazer como treinador.