Sérgio Conceição aborda questão do título e revela indiferença perante a situação dos rivais

O treinador do FC Porto, fez este sábado a antevisão da partida de amanhã frente ao Belenenses SAD, abordando diversos temas e desvalorizando a vantagem pontual para o rival Benfica.

“Não há nenhuma poção mágica. Eu queria começar em primeiro e terminar em primeiro. Faz parte do ADN do clube. O FC Porto é um clube de gente muito apaixonada”

” Se calhar o objetivo de quem diz isso é distrair. Temos de nos focar no que é o trabalho. Se individualmente dermos o máximo, coletivamente vamos ser mais fortes. Depois há outras estratégias que nós temos de acordo com o que é a nossa experiência e o grupo de trabalho que temos. Há estratégias para mexer com esse lado emocional, na forma de motivá-los ao máximo, mas também dar alguma tranquilidade para que possam exprimir-se ao mais alto nível. Não vou contar nenhuma estratégia… Durante o ano também é essencial trabalhar isto. Falamos de aspetos táticos, físicos, mas falamos também no estado emocional que também é muito importante. Damos valor a isso, para que os jogadores estejam emocionalmente bem. “

O nosso trabalho é o mesmo. Focamo-nos no nosso dia-a-dia e no nosso trabalho. Sabemos que vai ser uma luta até ao fim e continuo a dizê-lo. Esse realismo da minha parte esta presente diariamente, na minha postura e no balneário”.

Num encontro em que os dragões partirão novamente a saber o resultado do seu oponente direto, os azuis e brancos, em caso de vitória, com cinco jornadas por disputar, podem, em caso de vitória, dar uma machada final nas aspirações encarnadas.