Varandas com destituição à porta?

Os acionistas da Sporting, SAD reuniram-se em AG que contava com cinco pontos na ordem de trabalhos, mas acabou por ficar marcada por vários pedidos de esclarecimento sobre assuntos como a contratação e pagamento de Rúben Amorim, os processos de jogadores que rescindiram, as transferências do verão de 2019, comissões a empresários ou a relação com as claques.
 

Um requerimento apresentado por um acionista visou a destituição com justa causa de Frederico Varandas, alegando, entre outros pontos, o empréstimo de dinheiro da SAD ao clube sem consentimento dos acionistas, tema que já gerou alguma polémica na recente assembleia do clube.

O requerimento, contudo, acabou por ser rejeitado pelo presidente da MAG, Bernardo Diniz de Ayala.

A assembleia, de resto, contou com 94,19% do capital presente, depois de admitida a Holdimo, maior acionista privado.