Julgamento do processo do Sporting contra o Benfica adiado para abril

A 3ª sessão do julgamento que opõe o Sporting ao Benfica, devido a um incêndio nas bancadas do Estádio da Luz, num jogo entre as duas equipas a 26 de novembro de 2011, arrancou hoje no Juízo Local Cível de Lisboa, mas acabou por ser adiada para abril.

A decisão deveu-se ao facto de as duas testemunhas arroladas no processo, nomeadamente os agentes da PSP Sérgio Soares e Francisco Campos, não terem comparecido em tribunal. Por esse motivo, a sessão foi remarcada para dia 15 de abril, pelas 14 horas.

Na origem do processo está a tentativa de o Sporting reverter uma decisão da justiça desportiva (CD e CJ da FPF) que, em 2013, condenou o clube de Alvalade a indemnizar o rival em 360 mil euros por estragos no recinto, após um incêndio onde estavam os adeptos dos leões, no topo norte do Estádio da Luz, que destruiu 556 cadeiras. 

O Sporting pagou os 360 mil euros determinados pela justiça, mas em 2015 avançou com um processo no Tribunal Judicial de Lisboa por entender que a fatura deverá ser dividida com o Benfica.

Arena Desportiva

Arena Desportiva

Todas as modalidades num só lugar